quarta-feira, julho 28, 2010

Eu me dou um trabalho que ninguém imagina. Passo o dia inteiro tentando esconder objetos cortantes e produtos tóxicos de fácil ingestão, instalando protetores nas tomadas e ameaçando me deixar de castigo sem videogame e sobremesa por uma semana caso eu não sossegue.

Onde vou tenho que ir correndo atrás para evitar disparates.

Mil vezes pior que uma criança de cinco anos.

segunda-feira, julho 12, 2010

Naturalmente já tenho os dois pés atrás com tradução literária. Aí, além, tenho que driblar Lya Luft que cismou em traduzir todos os livros do mundo para ficar rica e não precisar mais fingir que escreve.

Lya Luft, eu não gosto de você.

Sem mais.

segunda-feira, julho 05, 2010

domingo, julho 04, 2010

te sinto trajeto, não destino.

quarto presságio (o sonho):

É como chegar ao fim do arco-íris e descobrir que existe um longo caminho pela frente. Quarta-feira de cinzas, dia de despir fantasias - e descobrir que é possível sobreviver sem elas. Acordar, vomitar restos de serpentina, mas tomar um café e fazer sinal para o ônibus, ainda que o estômago embrulhe. É como saber que a vida tem um jeito bobo de não saber engatar a ré.