quinta-feira, setembro 30, 2010

"Não vou me sujar fumando apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom"

quarta-feira, setembro 08, 2010

Você descobre que é megalomaníaca quando se pega analisando Freud. Literalmente.

segunda-feira, setembro 06, 2010

(se você me percebia atravessando suas ruas, eu eterna transeunte)
Que não levantarei desta poltrona e não empregarei nenhum esforço que comprometa o conforto que tenho experimentado, por ora dispenso possibilidade de caos. E que talvez o único movimento tendente seja mesmo o de escorregar levemente minha mão por entre meus próprios cabelos num gesto quase instintivo, essas coisas de mulher. Que, entretanto, estou disposta a apurar os ouvidos para escutar seus passos estalando na madeira fria dos meus arredores. Eu quero que você me desestude.

E enquanto espero o supérfluo, essa bobagem de me arrastar em você, acabo me entretendo com utilidades. Hoje, por exemplo, colori as unhas.

Eu quero que você me demore.