sexta-feira, maio 25, 2012

"Consider it a testimony to how much I love you that I spent so long pouring myself into that offer, trying to make it work. But a friend took me to the most amazing place the other day its called, The Augusteum. Octavian Augustus built it to house his remains. When the Barbarians came they trashed it along with everything else. The Great Augustus Rome's first true great emperor. How could he have imagined that Rome, the whole world as far as he was concerned, one day would be in ruins? It's one of the quietest and loneliest places in Rome. The city has grown up around it over centuries. Feels like a precious wound, like a heartbreak you won't let go of cause it hurts too good. We all want things to stay the same, David. Settle for living in misery because were afraid of change. Of things crumbling to ruins. Then i looked around in this place at the chaos its endured. The way its been adapted, burned, pillaged, and found a way to build itself back up again... and i was reassured. Maybe my life hasn't been so chaotic, It's just the world that is. And the only real trap is getting attached to any of it. Ruin is a gift. Ruin is the road to transformation."

Eat, Pray, Love

quinta-feira, maio 24, 2012

#14

Hoje você veio me socorrer no meio de uma multidão, me levou embora, me jogou no banho, me deitou na cama e me abraçou até eu me acalmar e pegar no sono. Quando eu acordei, você ainda estava lá. Eu disse que você nem parece um ser humano.

domingo, maio 20, 2012

#13

Hoje eu disse que, ao contrário da musa de Nelson Rodrigues, sou bonitinha porém extraordinária.

sexta-feira, maio 18, 2012

#12

Hoje você limpou minhas lágrimas com algodão antes de começar a me maquiar. Achei bonito.

quinta-feira, maio 17, 2012

#11

Hoje comemorei o reveillon particular de A., que acompanhou de perto todas as fases da minha vida e está animada para viver logo o seu próximo ano. "Eu prometo que você vai ser feliz" foi o meu voto. Vesti branco e fiz o bar inteiro levantar para cantar parabéns, embora depois de tantos copos eu mesma já não conseguisse levantar com facilidade. Rimos à toa. Sei mesmo é que o álcool, apesar de anestésico, não possui nenhuma propriedade cicatrizante.

quarta-feira, maio 16, 2012

anaïs nin:

"I refuse to live in the ordinary world as ordinary women. To enter ordinary relationships. I will not adjust myself to the world. I am adjusted to myself."

Amém.

#10 (bem-vinda Paz)

Hoje eu ergui a minha cabeça e pedi desculpa por ter a deixado pendida por tanto tempo.

segunda-feira, maio 14, 2012

- Bom dia. Meu nome é Maria de tal e eu não existo. Fico esperando quem me escreve decidir o rumo da minha história, já que não posso fazê-lo por mim mesma. Esta é uma condição muito triste, devo dizer. Principalmente se começaram a te escrever há cerca de três anos e nunca mais voltaram. Fico meio perdida nesta espécie de limbo de criação onde ora penso que sou efetivamente uma personagem, ora noto que não passo de pó. Estou aqui para dizer que todos os escritores, antes de começar, devem ter o mínimo de respeito por seus personagens. Nós não merecemos viver em coma induzido. Basta! Meu nome é Maria de tal e eu exijo um destino digno.
Trocando de pele. Carne viva. Dor inenarrável.

sábado, maio 12, 2012

#8 (ainda)

Hoje constatei que tenho um coração promíscuo. E forte, ainda mais forte do que eu supunha, já que não desacelera. Sempre lembro de um título, "De tanto bater meu coração parou", e fico esperando o dia em que possivelmente acontecerá.

#8

Hoje meu corpo resolveu dançar até esgotar os pés, como há muito tempo não fazia, e meus olhos acidentalmente esbarraram em você, que resolveu brindar à minha beleza estonteante. Irrecusável. A vida, então, é feita de resoluções e acidentes, ainda que não necessariamente nesta ordem.

quarta-feira, maio 09, 2012

#7

Hoje meus olhos provaram duas crianças, um menino e uma menina, brincando com as mãos uma espécie de adoleta ou coisa que o valha. Depois o trânsito andou para não estragar a delicadeza da cena, que consistia apenas no fato de ser breve.

terça-feira, maio 08, 2012

#6 (ainda)

Hoje eu tentei te ensinar a usar hashi e você não aprendeu. Depois quis dizer o quanto você me faz bem, mesmo se atrapalhando para comer salmão cru, mas estava muito sã e sóbria para expor sentimentalismos. Mastiguei para sossegar a voz. Dormi meio colorida.

#6

Hoje passou uma ambulância com a sirene ligada, como quem faz questão de anunciar a urgência, e eu pensei que fosse me buscar para deitar numa cama quentinha e tratar meus machucados com Merthiolate e band-aids.

segunda-feira, maio 07, 2012

clarice lispector:

“Um domingo de tarde sozinha em casa dobrei-me em dois para a frente - como em dores de parto - e vi que a menina em mim estava morrendo. Nunca esquecerei esse domingo. Para cicatrizar levou dias. E eis-me aqui. Dura, silenciosa e heróica. Sem menina dentro de mim.”

#5

Hoje eu acho que nunca mais vou voltar a sorrir. Se Deus quiser, estou errada.

quinta-feira, maio 03, 2012

quarta-feira, maio 02, 2012

não, obrigada

Depois de me dar uma verdadeira surra, a Vida manda eu engolir o choro, levantar do chão, maquiar as cicatrizes, colocar uma máscara do Ronald Mc Donald e continuar a encarar os dias desejando a todos um Mc Dia Feliz. NÃO FODE.

#2 (ainda)

Hoje eu disse para uma flor, que vive no meio de tantas outras flores, como ela é especialmente bonita. Ela corou. Não está acostumada com galanteios. Nunca ninguém havia dito.

#2

Hoje eu vi um esquilo e foi o único momento claro do meu dia. Eu é que estava na casa dele, e não ele na minha. Ele corria de um jeito engraçado, balançando os quadris. Fiquei rindo dele e ele de mim.

terça-feira, maio 01, 2012

#1 (novamente)

Alô. Som. Testando. Som som. Testando. 1, 2, 3 testando som som.

Maio,

Hoje é sua estréia e eu te peço para, por favor, chegar mansinho. Me dá seu colo, beija minha testa. Você nasceu fazendo sol durante uma chuva incessante, como quem não se importa com o que está caindo do céu, e eu parei tudo que fazia só para te achar bonito. Prometo te amar e dedicar cada dia, não fechar as janelas, cantar, cultuar suas horas, ser incansável - mas, por favor, colabora.